Vermelhidão

Vermelhidão

A vermelhidão do rosto é apanágio das peles sensíveis, peles que se caracterizam por uma reactividade exacerbada da pele e dilatação dos vasos cutâneos.

A OPINIÃO DO NOSSO MÉDICO

PERGUNTAS / RESPOSTAS
  • A vermelhidão surge com frequência em pessoas que possuem um tipo de pele particular, designada por pele vaso-reactiva. Tal como a cor da pele, também a vaso-reactividade é um terreno de origem familiar e mais presente em certos países (como a Escócia).

  • São várias as circunstâncias que desencadeiam os flushes (vermelhidão e acessos de calor). Por exemplo, as refeições muito quentes e muito condimentadas ou comer demasiado depressa.

  • Não! Bem pelo contrário... Atenção aos golpes de sol e ao efeito calor. É conveniente não se expor demasiado ao sol e utilizar sistematicamente cremes solares com índices elevados.

  • Os antibióticos aconselhados na rosácea pertencem à família das tetraciclinas. São conhecidos há várias dezenas de anos e o seu manuseamento é familiar a todos os médicos. A boa tolerância destes medicamentos está bem estabelecida. O seu médico pode informá-lo sobre os principais efeitos secundários possíveis, que são muito raros. Prudência: as tetraciclinas podem aumentar a sensibilidade ao sol (e são contra-indicadas na mulher grávida e na criança).

  • Os lasers (existem diversos tipos) permitem coagular os vasos dérmicos e diminuir a vermelhidão. É muito significativa a melhoria da cuperose e da vermelhidão permanente. A intervenção não é totalmente indolor: provoca uma sensação de queimadura ou de picada durante alguns minutos. Certas técnicas (arrefecimento, creme anestésico) permitem colmatar esta situação.

Vermelhidão

As vermelhidões do rosto são apanágio das peles sensíveis, que se caracterizam por uma reactividade exacerbada da pele e dos vasos cutâneos.

As peles sensíveis possuem em comum o facto de reagirem rapida e excessivamente a oscilações de temperatura, ao frio, ao vento, aos produtos de higiene irritantes, aos cuidados inadaptados ...
A vermelhidão é mais ou menos intermitente mas sempre desagradável e incómoda.
Não poupam nenhum tipo de pele: atingem tanto as peles secas como as oleosas ou mistas.

 

Uma questão de grau

  • A vermelhidão intermitente - o flush - : é uma reacção de vasodilatação aguda que pode ser provocada:
- Raramente, por certas patologias. Fale com o seu médico que irá fazer um diagnóstico adequado.
- Na maioria dos casos, por uma situação banal ou um pouco "stressante": um exame para um estudante, uma entrevista de emprego, uma conversa emocionante ou conflituosa...
- Por uma alteração de temperatura que provoca um afluxo de sangue ao nível do rosto.
- Por alimentos muito quentes, bebidas com álcool ou certos condimentos (especiarias, mostarda...).
 
  • A vermelhidão intermitente que se torna permanente: a eritrose
- Durante um flush, os vasos do rosto dilatam-se rapidamente para, em seguida, voltarem ao normal.
- Com o tempo, a vermelhidão pode tornar-se permanente, sobretudo ao nível das maçãs do rosto. É o que designamos por eritrose.


 
  • A eritrose que se acentua: a cuperose.
- Certos vasos estão mais dilatados que outros e vêem-se a olho nu. Estes pequenos vasos vermelhos (ou telangiectasias para o seu médico) constituem aquilo que designamos habitualmente por cuperose.Surgem borbulhas vermelhas: a rosácea.




Anteriormente designada por "acne rosácea", porque para além da vermelhidão, surgem também borbulhas que lembram a acne dos adolescentes.
- Borbulhas brancas (pústulas) no rosto, particularmente desagradáveis





 

Os cuidados


Felizmente, todos estes casos têm tratamento...
Por uma questão de eficácia, o médico começa por tratar as doenças de pele que podem provocar vermelhidão do rosto, como a dermite atópica, a dermite seborreica, os eczemas de contacto e as dermites irritativas...

Depois, consoante o caso, recorre:
- Aos cuidados dermocosméticos que actuam na dilatação dos vasos do rosto, como o ruscus, por exemplo, de origem vegetal. Em todos os casos, é necessária uma utilização prolongada para obter um resultado satisfatório.
- Aos antibióticos por via oral (as tetraciclinas são as mais utilizadas).
- A tratamentos locais, a maioria das vezes com metronidazol.
- À electrocoagulação que permite coagular os vasos dilatados.
- E, mais recentemente, a lasers vasculares que permitem acções mais em profundidade e reduzem os riscos de cicatrizes.
Enviar por email
  • Conselhos de Cuidados de Pele Personalizados
  • Ofertas Especiais e Passatempos
  • Saiba mais sobre os seus produtos de eleição

Toda as peles tem diferentes necessidades,
encontre a sua rotina perfeita Eau Thermale Avène.

Comece Agora
  • Os melhores produtos para resolver os seus problemas de pele
  • Aceda aos seus produtos de eleição e informação sobre os mesmos
  • Registe as suas compras para podermos premiar a sua preferência
Registe-se agora

Busca em processamento Busca em processamento Busca em processamento

Login required

You must log into your Avène account to save this information.


Login or create an account