Com total transparência

Ingredientes da Eau Thermale Avène

Com total transparência

Hoje em dia, algumas pessoas questionam-se, e com razão, sobre a composição dos produtos dermocosméticos ao ponto de, por vezes, desistirem de recorrer a estes cuidados. Não comprometemos a segurança dos nossos produtos e trabalhamos com toxicólogos altamente qualificados para os avaliar cuidadosamente. Damos-lhe a conhecer o interior dos nossos tubos e frascos com total transparência e contamos-lhe tudo sobre a nossa política relativa aos ingredientes considerados “controversos”.

Saiba mais

• Os testes em animais estão proibidos na União Europeia desde 2004 para produtos acabados e desde 2013 para os ingredientes utilizados no fabrico destes produtos. Pioneiros nesta abordagem, desde 1995 que temos vindo a utilizar modelos de pele inovadores reconstruídos no laboratório.
• Podem ser realizados até 700 testes num produto dermocosmético; se um teste não for conclusivo, o produto não será lançado.
• 3 anos de investigação é o tempo necessário em média desde a descoberta de um ingrediente ativo até à comercialização do produto acabado… mas pode demorar até 10 anos!

• Os filtros solares são essenciais para proteger a pele dos raios UV responsáveis pela grande maioria dos cancros da pele: absorvem-nos ou refletem-nos.
• Em algumas formulações, utilizamos dióxido de titânio [NANO], que é um filtro solar seguro permitido em concentrações até 25% no produto acabado.
• Comprovou-se que não penetra significativamente na pele nem representa um risco de inalação.
• As nossas novas fórmulas já não contêm etilhexil metoxicinamato (EMC), que se acredita ser um desregulador endócrino.

1- Com permissão do Regulamento Cosmético Europeu (13) como filtro solar numa concentração máxima de 25%.
2- Aplicamos margens de segurança importantes: o nosso dióxido de titânio [NANO] é, portanto, seguro, mesmo na forma de spray: as gotas são maiores do que 100 µm (sem risco de atingir os pulmões) e não representam um risco de inalação.

• Os óleos minerais que utilizamos (parafina, cera microcristalina, etc.) cumprem a qualidade estabelecida pela Farmacopeia Europeia e são, portanto, purificados sem representarem qualquer risco de saúde.
• Não são, de forma alguma, óleos utilizados para fins industriais.
• Utilizamo-los pela sua excelente tolerância e pelas suas propriedades protetoras e hidratantes.

• Para cumprir melhor as expectativas dos nossos consumidores, decidimos deixar de utilizar parabenos nos nossos novos produtos.
• Da mesma forma, já não utilizamos metilisotiazolinona (MIT) e fenoxietanol nos nossos novos produtos.

• Os antioxidantes evitam que as fórmulas se tornem bafientas, especialmente as que contêm gorduras.
• Quando a fórmula o requer, utilizamos hidroxitolueno butilado (BHT), que se provou não ser irritante nem um desregulador endócrino.
• Ao contrário do hidroxianisol butilado (BHA), que já não incluímos nas nossas fórmulas.
• Como parte dos nossos esforços contínuos para melhorar as nossas fórmulas, estamos à procura de alternativas. Mas, de momento, existem poucos substitutos.

• Nem todos os silicones são controversos.
• Em algumas das nossas fórmulas, incluímos o dimeticone, um agente hidratante e nutritivo. É frequentemente confundido com o ciclotetrasiloxano (D4), um silicone proibido, que não utilizamos.
• Para utilizações específicas, tais como massagem de cicatrizes, os silicones são ingredientes muito eficazes e são recomendados por especialistas.
• São bem tolerados pela pele, não comedogénicos, não irritantes e não alergénicos. Melhoram a sensação e o acabamento de um produto.
• Não utilizamos ciclotetrasiloxano (D4).