Envelhecimento cutâneo

Envelhecimento cutâneo

Algumas rugas e rídulas, pele menos aveludada, tez menos luminosa, perda de firmeza… Tantos sinais de alerta do tempo que passa…

A OPINIÃO DO NOSSO MÉDICO

PERGUNTAS / RESPOSTAS
  • Devem evidenciar-se duas categorias : 1 - Os retinóides, derivados da vitamina A • Entre os retinóides, alguns são medicamentos tópicos que necessitam da prescrição do médico. • Outros, como o retinaldeído, têm o estatuto de produto "dermocosmético" e podem ser comprados sem receita. Ao transformar-se fisiologicamente em vitamina A activa, consoante as necessidades da pele, o retinaldeído actua em profundidade para relançar o metabolismo celular e à superfície para melhorar a luminosidade da pele. 2 - O ácido hialurónico,
    componente principal da pele, é sintetizado pelas células da epiderme (queratinócitos) e da derme (fibroblastos). Esta síntese diminui com a idade. Ora, o papel de suporte do ácido hialurónico é essencial: assegura a suavidade, a elasticidade e a hidratação da pele.
    Existem actualmente cuidados dermocosméticos que permitem compensar esta carência, aumentando a concentração de ácido hialurónico na pele.

  • As principais técnicas são : - Os peelings, com profundidade variável ; - As dermoabrasões por laser, com várias técnicas disponíveis; - As exposições a vários tipos de luz laser ou não laser; - As injecções com produtos que preenchem as rugas : colagénio ou ácido hialurónico; - As injecções com toxina botulínica para as rugas de expressão profundas, de origem muscular. - A cirurgia estética : em certos casos justificam-se os liftings do rosto ou do pescoço ou as cirurgias às pálpebras (blefaroplastias).
    A decisão de utilizar qualquer destas técnicas fundamenta-se num exame individual. O envelhecimento não é igual para todos, as expectativas não são idênticas e as necessidades não são comparáveis.

  • A menopausa corresponde à cessação da função ovárica, nomeadamente da produção de estrogénios que exercem um efeito positivo na tonicidade e espessura da pele. Desta forma, a menopausa é um dos factores responsáveis pelo  envelhecimento cutâneo, contudo, menos importante que a exposição solar.

  • Está provado que os fumadores sofrem alterações cutâneas que participam no aumento do envelhecimento cutâneo: rugas, amarelecimento da pele (razões mais do que suficientes para deixar de fumar ou sequer começar).

  • Vários suplementos alimentares contendo vitaminas, aminoácidos e oligoelementos nutritivos reivindicam uma acção anti-envelhecimento, geralmente devido à eventual acção protectora contra os radicais livres.

  • É verdade, é efectivamente impossível aos 60 anos ter a mesma pele dos 20 anos.
    Mas todas as medidas que indicámos permitem corrigir as consequências do envelhecimento, sobretudo as associadas à exposição solar. Assim, vai poder continuar a sorrir, até porque sorrir é uma excelente forma de combater o envelhecimento.

  • Com o passar do tempo, a pele torna-se menos estruturada. Desidrata-se mais facilmente, fragiliza-se e resiste menos às agressões externas (climáticas, poluição, higiene não adaptada...). É conveniente hidratar regularmente a pele com cuidados dermocosméticos adaptados que favorecem a reconstituição do filme hidrolipídico protector.

Envelhecimento cutâneo

A pele envelhece …. PORQUÊ ?




ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO

Geneticamente programado, trata-se de um processo natural que resulta da degeneração lenta dos tecidos, inscrito no património genético de cada um.
É o “relógio biológico » perante o qual não somos todos iguais …



ENVELHECIMENTO EXTRÍNSECO

Provocado por múltiplos factores ambientais, tais como a exposição ao sol, a poluição, o stress, tabaco, etc.




Os pricipais factores:

• O sol e os raios UV: o fotoenvelhecimento é o envelhecimento prematuro da pele provocado pela exposição repetida aos raios ultravioletas do sol ou de fontes artificiais, cujos efeitos permanentes são tanto superficiais como profundos.

• O ambiente: os poluentes atmosféricos fragilizam o filme hidrolipídico protector da pele e geram radicais livres com elevado poder oxidante que contribuem para o envelhecimento acelerado da pele. Se os efeitos nefastos dos poluentes são evidentes a curto prazo, também o são a longo prazo devido ao efeito cumulativo das agressões de fraca intensidade mas frequentemente repetidas.  

• A higiene de vida: o tabaco, o stress, o excesso de álcool, alimentação desequilibrada …Sob o efeito de uma má higiene de vida, a pele perde vitalidade e luminosidade. 
Enruga-se sob a acção do stress ou da fadiga, provocando tensões musculares e, portanto, o aparecimento de estrias e de rugas. Devido a excesso de trabalho ou a aportes nutricionais insuficientes, as células consomem de forma mais intensa as reservas da derme para se alimentarem e fazer face à situação : a pele fica carente de elementos essenciais : vitamina, oligo-elementos, ácidos gordos essenciais…

 



COMO ? O QUE SE VÊ…  E O QUE SE PASSA…


As marcas do tempo que passa não são as mesmas ao longo da vida.



• Os primeiros sinais do envelhecimento cutâneo, as rugas e as rídulas, a ausência de luminosidade e a perda de elasticidade, aparecem.

Estas manifestações estão relacionadas com a desaceleração do metabolismo das células da pele e com o ataque sucessivo dos radicais livres : agentes oxidantes, entre outros, provocados pelas exposições aos raios UV.





• Em seguida, as rugas formam sulcos profundos e a pele perde firmeza.

Estas marcas do tempo estão essencialmente relacionadas com a rarefacção das fibras de colagénio e o empobrecimento da substância fundamental da derme, o ácido hialurónico.





• Por fim, a pele madura perde densidade, vitalidade e conforto.

Com o tempo, a síntese dos componentes essenciais da pele abranda :
- O ácido hialurónico e o colagénio, moléculas-chave do tecido de suporte da pele, rarefazem-se. A arquitectura da pele fragiliza-se, perde densidade e distende-se.
- Estes sinais são acompanhados de secura cutânea relacionada com a diminuição natural dos lípidos da pele.

 


 



A prevenção: incontornável!

 

Como não podemos atrasar o tempo nem evitar as situações stressantes da vida, podemos actuar no envelhecimento foto-induzido, provocado pela exposição da pele à radiação ultravioleta, responsável por cerca de 90% do envelhecimento cutâneo.
Na realidade, desde o início da vida que devemos ser vigilantes em relação ao excesso de sol. Mas nunca é tarde para o fazer correctamente.

A prevenção do foto-envelhecimento passa pela protecção, ou seja pela atitude constante de prudência face às exposições solares: não se expor demasiado durante as horas de sol intenso, usar vestuário, chapéu e óculos (homologados) e utilizar produtos solares que ofereçam uma fotoprotecção elevada.
Sem esquecer, evidentemente que NUNCA deve expôr uma criança com menos de 3 anos directamente ao sol.
Enviar por email
  • Conselhos de Cuidados de Pele Personalizados
  • Ofertas Especiais e Passatempos
  • Saiba mais sobre os seus produtos de eleição

Toda as peles tem diferentes necessidades,
encontre a sua rotina perfeita Eau Thermale Avène.

Comece Agora
  • Os melhores produtos para resolver os seus problemas de pele
  • Aceda aos seus produtos de eleição e informação sobre os mesmos
  • Registe as suas compras para podermos premiar a sua preferência
Registe-se agora

Busca em processamento Busca em processamento Busca em processamento

Login required

You must log into your Avène account to save this information.


Login or create an account