Conteúdos

Psoríase

Contagiosa ou não, genética ou psicológica, curável ou não... a psoríase permanece rodeada de questões... e ideias preconcebidas. Eis o essencial a saber sobre esta patologia, que é mais comum do que parece.

O que é a psoríase?

A psoríase é uma condição inflamatória crónica. Pode ser reconhecida pelas manchas na pele bem definidas, vermelhas e em relevo, cobertas com escamas esbranquiçadas. E de onde surgem estas manchas? São devidas a uma renovação excessiva e acelerada da epiderme, a camada mais superficial da pele (4 a 5 dias em vez dos habituais 28 dias). Além disso, ocorre uma reação inflamatória que explica o aspeto vermelho e a comichão.

A psoríase não é apenas uma condição que pode ser vista. É também uma condição que pode ser sentida. Desenvolve-se em surtos, cuja frequência e intensidade são imprevisíveis. A psoríase pode, portanto, ter um impacto psicológico e social.

av_eczema-psoriasis_psoriasis_close-up_1x1 472x472
av_instit-doctor-skin-patient-hdrvb 472x472

Psoríase: qual é o diagnóstico?

Só o seu médico ou dermatologista pode fazer o diagnóstico correto. Isto é feito através de um exame clínico da pele. O médico procurará lesões características nos locais onde a condição é mais prevalente (couro cabeludo, joelhos, cotovelos, etc.).

Mais raramente, especialmente em casos de dúvida, pode ser realizada uma biopsia de pele (ou seja, a remoção de um pequeno pedaço de pele sob anestesia local).

O exame também assegura que a psoríase não é confundida com outra condição, tal como o eczema. As duas patologias são muito semelhantes: são ambas crónicas e apresentam alguns sintomas semelhantes.

O diagnóstico correto dá uma melhor oportunidade ao tratamento

Quem é afetado pela psoríase?

A psoríase não é uma condição rara. Ela afeta 2 a 3% da população mundial. Em França, 1,5 a 3 milhões de pessoas são afetadas, tanto mulheres como homens. É, no entanto, mais comum em pessoas de pele branca. 

Esta condição da pele pode ocorrer em qualquer idade, mesmo durante a infância (embora os casos sejam mais raros). Parece haver 2 picos na ocorrência da condição por volta da adolescência (12-15 anos) e depois por volta dos 50 anos de idade. Mas mais do que a idade, a psoríase ocorre em pessoas com uma predisposição genética (30% dos casos correspondem a formas familiares) e sob a influência de fatores desencadeantes ou agravantes (traumatismo cutâneo, certas infeções ORL, stress, a toma de certos medicamentos, excesso de peso, consumo excessivo de álcool ou tabaco, etc.).

Psoríase nas crianças

As causas da psoríase

Quando se tem psoríase, sente-se sozinho. Mal compreendido. Amigos, familiares e colegas veem todos esta condição como uma manifestação superficial de uma desordem emocional sem perceberem o drama profundo e pessoal que se desenrola dentro de nós.

Fréderic, 39 anos de idade
av_eczema-psoriasis_schema_types-de-psoriasis_1x1 472x472 Legenda  1-Psoriasis vulgaris 2-Psoríase Inversa 3-Psoríase Postular   4-Psoríase Gutata 5-Psioríase eritrodérmica

Muitas formas de psoríase

A psoríase é uma patologia complexa... com muitas faces. A sua forma pode variar de um indivíduo para outro ou manifestar-se de forma diferente no mesmo indivíduo ao longo da sua vida. A forma mais comum (que representa 80% dos casos) é a psoríase em placas. Caracteriza-se por placas vermelhas espessas, bem definidas, cobertas com escamas esbranquiçadas.

A psoríase gutata (que representa menos de 10% dos casos) aparece frequentemente em crianças e adolescentes, seguindo-se a uma dor de garganta. O nome vem do facto de que ocorre subitamente, sob a forma de uma imensidão de pequenas lesões com alguns milímetros de diâmetro.

Da cabeça aos pés: zonas de psoríase 

A psoríase está frequentemente associada a uma condição do couro cabeludo (50-80% dos indivíduos têm crises no couro cabeludo), mas também afeta muitas outras partes do corpo. As dobras, palmas das mãos, solas dos pés, rosto e até as unhas podem ser afetados. Cada uma das localizações da psoríase assume uma forma bastante particular e requer um cuidado adequado. 

Psoríase do rosto 

Psoríase do couro cabeludo

Psoríase das mãos e dos pés

CONSELHO DE AMIGO (E DO ESPECIALISTA) 

Quando confrontado com comichão, a tentação de coçar é forte. Mas não lhe ceda. Fique descansado, existem muitas sugestões para combater a comichão.

 

Conselhos e cuidados antiprurido

 

Que tratamentos existem para a
psoríase?

Como existem muitos tipos de psoríase, existem bastantes tipos de tratamento. O seu dermatologista pode ajudá-lo a encontrar o tratamento adequado para si. Vale a pena o esforço. Porque ter cuidados adequados com a psoríase significa ser capaz de a controlar a longo prazo. Veja os destaques sobre os cuidados existentes para pele com tendência a psoríase para se orientar e compreender melhor os cuidados de que necessita. 

Cuidados para pele com tendência a psoríase

av_votre-peau_cicatrisation_ameliorer-aspect_1x1 472x472

Sol e psoríase: os benefícios... e as precauções

Não é apenas uma noção preconcebida de que o sol tem um efeito benéfico sobre a psoríase. Mas, como muitas vezes acontece com o sol, é tudo uma questão de quantidade e precauções corretas.

Porque a agressão da pele por queimadura solar pode causar um fenómeno de "Koebner". Para não mencionar que a exposição prolongada abre a porta ao envelhecimento prematuro da pele e ao cancro da pele. Um conselho: exponha-se gradualmente e proteja-se. 

Psoríase e o sol

PARA SEPARAR O VERDADEIRO DO FALSO: É PARA ISSO QUE ESTAMOS AQUI.

É uma patologia crónica. No caso da psoríase, não se fala de uma "cura" no sentido estrito da palavra. Trata-se antes de controlar a condição. Assim, os cuidados atuais tornam possível obter longos períodos de remissão (sem surtos). A isto chama-se atenuação de placas, em que a comichão e a escamação são largamente reduzidas.

A psoríase não é absolutamente contagiosa. Esta ideia - que ainda é amplamente difundida - deve, portanto, ser esquecida com urgência.

Não há nada de intrinsecamente perigoso na psoríase. Mas o desconforto psicológico e físico (e mesmo o sofrimento) que provoca (em 15% dos casos, as lesões cutâneas são acompanhadas de problemas reumáticos) são muito incapacitantes. Aprender a viver com a patologia, tratá-la corretamente e manter uma excelente relação com o seu médico, tudo contribui para um melhor controlo da condição.

As nossas soluções para acalmar a psoríase

Eau Thermale Avène produtos de cuidado da pele concebidos para o fazer sentir-se melhor na sua "pele com prurido".
av_xeracalm-ad_lipid-replenishing-cream_front_400ml_3282770114195

Gama XeraCalm A.D

Adoro, não tenho mais vermelhidão, prurido ou alergias. A minha pele está suave. Gama XeraCalm A.D
Voltar ao topo