Conteúdos

Psoríase do couro cabeludo

Notou manchas vermelhas e pequenos flocos de pele morta no rebordo do rosto e no cabelo. Por vezes dão comichão. E se for por causa da psoríase do couro cabeludo? Aqui estão algumas dicas sobre como reconhecer, prevenir e aliviar esta condição.

av_eczema-psoriasis_cuir-chevelu_1x1_619_619

Reconhecer a psoríase do couro cabeludo

O couro cabeludo é um dos locais mais comuns da psoríase, afetando metade de todos os que sofrem de psoríase. Esta condição crónica da pele pode ser reconhecida pelas suas manchas vermelhas com pele branca morta (escamas) no topo. A psoríase é provocada por uma mudança excessivamente rápida das células cutâneas e desenvolve-se em erupções cutâneas.
A psoríase do couro cabeludo pode ser localizada na parte superior da testa, atrás das orelhas e na nuca, ou mesmo cobrir a cabeça inteira como um capacete. A psoríase do couro cabeludo causa um verdadeiro desconforto, frequentemente associado à comichão, e a escamação das manchas produz grandes flocos secos e brancos. Devido à sua localização, o impacto psicológico é geralmente significativo.

Psoríase

CONSELHO DE AMIGO (E DO ESPECIALISTA)

"Há mais de dois anos que venho a notar em manchas no meu couro cabeludo de alguns centímetros de diâmetro com crostas que caem como caspa. É psoríase"?

 

Prevenir e cuidar da psoríase do couro cabeludo 

O diagnóstico da psoríase do couro cabeludo deve ser feito por um médico ou dermatologista. Prescreverão tratamentos adequados sob a forma de gel, loção, espuma, creme ou champô, dependendo da localização exata. Fora das crises, se a psoríase do seu couro cabeludo for mais prevalente na testa, atrás das orelhas e na parte de trás do pescoço, considere a hidratação. A aplicação diária de um emoliente é altamente recomendada para prevenir a secura da pele, que é comum entre as pessoas que sofrem de psoríase. Para tal, escolha um emoliente suficientemente fluido para facilitar a sua aplicação. Ele deve ser adaptado a esta situação e devem ser respeitadas as instruções de utilização indicadas...(por exemplo, aplique o emoliente com a ponta dos dedos no couro cabeludo em pequenos movimentos circulares, deixe-o atuar durante 3 horas ou durante a noite, depois retire-o com um champô suave). Isto irá limitar a formação de escamas e a comichão, que pode ser intensa no caso da psoríase do couro cabeludo. Coçar as manchas pode causar infeções secundárias e levar a um fenómeno de Koebner que aumenta a sua psoríase.

Dicas de cuidado e antiprurido

av_votre-peau_cicatrisation_ameliorer-aspect_1x1_619_619

Questões sobre psoríase do couro cabeludo

Devido à sua localização, a psoríase do couro cabeludo levanta certas questões.

Provoca queda de cabelo?

Não, a psoríase do couro cabeludo em si não provoca queda de cabelo. Contudo, se não for tratada, pode retardar o crescimento do cabelo porque o cabelo fica preso nas escamas. O facto de coçar também torna o cabelo mais frágil e quebradiço.

Posso pintar o meu cabelo?

Pode, sob certas condições. Por exemplo, não se recomenda a pintura durante um surto ou sobre pele irritada ou recentemente arranhada. Em qualquer caso, escolha tintas com ingredientes ativos naturais em vez de corantes químicos, que são potencialmente irritantes.

Viver com pele com tendência para eczema e psoríase

CONSELHO DE AMIGO (E DO ESPECIALISTA)

Psoríase do couro cabeludo: algumas dicas para evitar o coçar.

Se tiver psoríase no couro cabeludo do tipo "capacete", certifique-se de que escolhe um champô muito suave, pois qualquer irritação pode desencadear um surto, e portanto comichão. As escovas e a secagem devem também ser tão suaves quanto possível.
Na pele, a lavagem deve ser cuidadosa e a hidratação deve ser diária. Um óleo de limpeza e emoliente, por exemplo, ajudará a "amaciar" as escamas, e a limitar a comichão e os arranhões.
Combinadas com os tratamentos prescritos pelo seu médico ou dermatologista, estas precauções irão ajudá-lo a melhorar a sua psoríase do couro cabeludo.

 

As melhores práticas para a psoríase do couro cabeludo

A hidratação diária é a base da rotina de cuidado da psoríase do couro cabeludo. Para lavar o rosto e o cabelo e hidratar as zonas sensíveis, escolha produtos especialmente formulados para pele seca e prurido, e aplique-os suavemente com a ponta dos dedos. A pele e o cabelo também devem ser secados o mais suavemente possível.

Da mesma gama

As nossas soluções para a psoríase do couro cabeludo

Produtos Eau Thermale Avène concebidos para acalmar a psoríase do couro cabeludo.

Spray Água termal d'Avène

Spray Água termal d'Avène

Acalma, Restaura a barreira da pele, Calma

XeraCalm A.D Bálsamo Relipidante

XeraCalm A.D Bálsamo Relipidante

Nutre, Acalma, Hidrata, Hidratos

XeraCalm A.D Concentrado Suavizante

XeraCalm A.D Concentrado Suavizante

Nutre, Acalma, Reparos, Suaviza

Voltar ao topo