Conteúdos

Psoríase em crianças

É verdade que a psoríase não é muito comum nas crianças. Mas ela existe, e o impacto que tem na sua vida social, particularmente na escola, não deve ser subestimado. O cuidado deve envolver o jovem paciente, os seus pais e o médico.

av_eczema-psoriasis_enfant_interieur-coude_1x1 472x472

Formas e localizações da psoríase em crianças

A forma mais comum de psoríase nas crianças é, tal como nos adultos, a psoríase em placas. Caracteriza-se pela formação de placas vermelhas, inflamadas, simétricas e bem definidas. É mais comum no rosto das crianças pequenas, mas também podem aparecer manchas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, resultando em pulpite seca. Neste caso, as pontas dos dedos tornam-se dolorosas. O couro cabeludo também pode ser o local de surtos sob a forma de escamas espessas e pegajosas.

 

Psoríase das fraldas

A forma mais comum de psoríase em bebés com menos de 2 anos de idade é chamada "psoríase das fraldas" Começa nas dobras das nádegas e pode espalhar-se por toda a zona debaixo da fralda. A psoríase assume então a forma de uma assadura de fraldas bem definida com pequenas escamas. Em casos raros, pode persistir ou aparecer mais tarde em crianças e adolescentes. Neste caso, aparece como manchas na genitália externa.

av_cicalfate_baby-butt_1x1 472x472

Psoríase, uma condição difícil para crianças em idade escolar

A psoríase pode ser uma fonte de estigma e ridicularização e pode tornar a vida na escola difícil para as crianças. Uma melhor compreensão da condição irá ajudá-los a viver melhor com ela.

Sofrimento na escola

Quando localizada no rosto, pescoço ou membros, a psoríase pode levar a provocação por parte dos seus pares. Se o estado da pele aparecer na ponta dos dedos, poderá ser complicado escrever. Na adolescência, a psoríase genital pode dificultar a sua vida amorosa. Tantos inconvenientes associados a uma condição que ainda é muito pouco conhecida.

Tornar a condição aceitável.

O cuidado deve, evidentemente, ser adaptado à idade da criança e ter um objetivo: ajudá-los a compreender melhor a condição. A criança ficará mais confortável a falar sobre isso, a menosprezar e a levar uma vida social tão normal quanto possível. O aconselhamento e o apoio dos pais e do médico orientá-los-ão a viver como outras crianças.

 

Viver com pele com tendência para eczema e psoríase em crianças

CONSELHO DE AMIGO (E DO ESPECIALISTA)

 "Tenho vivido com psoríase grave desde os 4 anos de idade. Tenho sido vítima de muitas humilhações. Crianças na escola que não me davam a mão, salva-vidas que me pediam para sair da piscina para que eu não infetasse toda a gente..."

Sónia

 

CONSELHO DE AMIGO (E DO ESPECIALISTA)

A importância da conformidade do tratamento

Alguns medicamentos sistémicos - que atuam em todo o corpo - podem ser considerados na estratégia terapêutica para crianças. Neste caso, são prescritos de acordo com as especificidades e contraindicações relacionadas com a idade. No entanto, o tratamento baseia-se essencialmente em cuidados localizados com cortisona, vitamina A ou D e emolientes aplicados várias vezes ao dia. Um ritual que pode tornar-se enfadonho para o seu filho. No entanto, a hidratação ajuda a reduzir a formação de escamas e a diminuir a comichão e o desconforto. Apoie o seu filho para que ele se aproprie dessa rotina e a mantenha a longo prazo. Para tal, experimente vários produtos emolientes antes de encontrar o que convém ao seu filho. Isto tornará a aplicação mais fácil e mais aceitável.

Dicas de cuidado e antiprurido

Praticar desporto como qualquer outra pessoa

Mesmo que uma criança tenha psoríase, deve poder praticar o desporto de que gosta. Nenhum tipo de desporto é desaconselhável. Até as atividades aquáticas são encorajadas. O desporto ajuda a manter um peso saudável e uma boa saúde cardiovascular. A saúde mental também beneficia, uma vez que a atividade física regular reduz o stress e a ansiedade.

Voltar ao topo